Casa + Casa em Amparo

O que nos move ao conceber estas duas casas é a possibilidade de distorcer e compor com uma noção de natureza, ao mesmo tempo selvagem e artificial.


Uma fina camada de solo flutua alguns metros acima da cota do nível térreo, como se dele tivesse sido entalhada. Sob ela revela-se um mundo envolto em elementos naturais, porém domesticados: água, vegetação, animais. Acima, destacam-se dois volumes metálicos sobre um espaço relvado de onde se pode observar a paisagem, como duas casas de campo sobre um jardim, em uma relação espacial bastante usual, não acontecesse ela na cota do pavimento superior. Há, assim, uma certa distorção na percepção do que seria o térreo “natural”, e o “térreo” elevado, artificial.

Programaticamente, as duas casas que se unem em complexo edificado contém, no nível do solo, um atelier, uma residência de aproximadamente 100,00 m2 e áreas de lazer, como piscina e espaços de convivência. No pavimento acima, estão os dois quartos de hóspedes e mais uma residência de aproximadamente 90,00 m2.

Cada função programática contida na edificação pode funcionar de maneira autônoma, com entradas independentes, propiciando, assim, diversas combinações de uso.


Um grid constante de 5 metros por 5 metros, em estrutura de mista, acolhe as funções residentes em contato com o solo, assim como sustenta os volumes superiores e a segunda cota de vegetação, que em momentos está fechada por plantas e em outros encontra-se aberta, permitindo a passagem parcial da luz.

Local: Amparo, São Paulo - Brasil
Ano do projeto: 2016 
Ano da construção: 2017
Área: 613,80 m2 

Autoria: Pedro Duschenes, Gustavo Utrabo

Equipe: Beatriz Rocha, Marina Oba, Yuri Vasconcelos, Gabriel Tomich, Daniela Moro, Nicolie Duarte Julia Dell'acqua

Projeto Estrutural: Andrade Rezende

Projeto de paisagismo: Raul Pereira Arquitetos Associados

Projeto Luminotécnico: Lux Projetos Luminotécnicos

Instalações:  JPD

Construtora: AUD Construtora

Fotos: Pedro Kok